quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Como Calcular a Potencia do seu Veiculo


Outro dia, um amigo que havia terminado de montar seu fusca, disse que estava curioso para saber a potencia que seu carro estava e por isso ia à outra cidade onde havia uma oficina com dinamômetro de rolo.

Falei pra ele que havia uma forma de se medir a potencia aproximada sem termos um dinamômetro por perto, bastava um cronômetro, uma calculadora, uma avenida plana e sem movimento e saber também o peso aproximado do veiculo. Ele ficou bem curioso, então expliquei:

Bom, Potencia é um Trabalho realizado em um certo período de Tempo, assim temos:

P = T / t
P = Potencia
T = Trabalho
t = Tempo

Temos agora que Trabalho é a Força Resultante multiplicada pelo Deslocamento, para simplificar, vamos considerar a força resultante constante. Assim:

P = (Fr * D)/t
Fr = Força Resultante
D = Deslocamento

A grande sacada é agora, Força é Massa vezes Aceleração, isso nos dá:

P= (M*A*D)/t
M = Massa
A = Aceleração

Só que nessa formula, nós vemos que Deslocamento divido pelo Tempo, nos dá uma formula já bem conhecida, que é a Velocidade, simplificando a formula:

V= D/t

Temos:

P= (M*A)*V

Então nossa Potencia será dada pela Massa vezes a Aceleração, vezes a Velocidade. Legal, a massa do carro a gente tem, pegamos no manual do veiculo e somamos as massas de cada pessoa, no caso eu e ele, a velocidade a gente tem também, no caso será 100 km/h, falta só a Aceleração, que é dada por:

A= (V-V0)/t
V = Velocidade (já conhecida, pois será 100km/h)
V0 = Velocidade Inicial, ou seja, 0

Colocando na nossa formula, vai ficar assim:

P= M*V*V/t

Melhor:

P = M*V²/t

Agora ficou fácil, sabemos que a Massa do veiculo é de 900kg, a velocidade é de 100km/h, precisamos medir só o tempo necessário que o carro leva para atingir os 100km/h e boa, temos a potencia!

Só que cuidado com os detalhes, a velocidade vai ter que ser convertida para m/s (metros por segundo) em vez de Km/h e também o resultado dessa formula será em Watts e não em Hp, então teremos que fazer algumas conversões para podermos ter o resultado final correto.

P= (M*((V/3,6)*(V/3,6))/t)*0,00134

Como nossa velocidade está fixada em 100km/h:

P = ((M*((100/3,6)*100/3,6)/t)*0,00134

Essa é a Formula Final:

P = ((M*769,44)/t)*0,00134

Finalmente saímos à rua para medirmos o 0 a 100 do fusquinha turbinado, eu no banco do carona com cronômetro na mão e meu amigo no volante.

- Vai, para aí, e olha se não tem ninguém vindo no retrovisor. Falei.
- Não, não tem ninguém!
- Então engata a primeira e fica com o pé na embreagem e segura o giro alto, na hora que eu falar já, você saí e pisa fundo!

A primeira puxada foi uma lastima, precisamos de umas 4 para ele pegar o jeito da coisa. No final ficamos com o tempo mais baixo, que foi de 11,7 segundos.

Colocando na formula, tivemos o seguinte resultado:

P = ((M*769,44)/t)*0,00134

Massa do veiculo = 900Kg

Tempo = 11,7s

P = ((900*769,44)/11,7)*0,00134

P = 79,3 Hp

Essa é a potencia aproximada que o fusquinha estaria entregando ao solo para poder acelerar até 100km/h nesse tempo, para provar que o calculo não estava totalmente errado calculei novamente para o tempo de aceleração de 17 segundos, e obtive a potencia de 54 Hp, aí ele me questionou, pois no manual dizia a potencia de 65 Hp, falei pra ele que calculamos a potencia que o pessoal chama por aí de “na roda”, isso porque temos perdas na transmissão, e essas são de aproximadamente 20%, e com esses 20% o valor daria 64,8 Hp, bem próxima da informada pelo fabricante.

Só não façam isso em uma avenida movimentada e com radar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário